English
Diminuir tamanho da fonteAumentar tamanho da fonte

Escola de Jovens Rurais (EJR) forma mais 47 educandos na turma de 2016 e já completa mais de 1000 jovens formados desde o início do projeto | Cáritas Santa Cruz do Sul

30 de junho de 2016

“A utopia está lá no horizonte. Me aproximo dois passos, ela se afasta dois passos. Caminho dez passos e o horizonte corre dez passos. Por mais que eu caminhe, jamais alcançarei. Para que serve a utopia? Serve para isso: para que eu não deixe de caminhar.”  – Eduardo Galeano

Jovens despertos, organizados em grupos alternativos de produção ecológica, com lideranças conscientes que lutam por seus direitos, resgatam saberes populares e valorizam as suas próprias identidades. Este são os jovens-formandos da Escola de Jovens Rurais (EJR), uma escola um tanto diferente que, entre tantas transformações, busca a permanência do jovem na roça com dignidade. Desde o início do projeto, em 1992, a EJR formou mais de 1000 jovens em 23 turmas.  A cerimônia da turma de 2015/2016 aconteceu no início deste mês, 4 de junho, em Rio Pardo na Casa Jesus Maria José e formou 47 jovens vindos dos municípios de Dom Feliciano, Encruzilhada do Sul, Cruzeiro do Sul, Lajeado, Arroio do Meio e Progresso, além de 4 jovens do município de Jóia, que fica na Diocese de Cruz Alta.

O dia foi para reforçar a importância deles estarem organizados, aprofundando a agroecologia com trocas de experiências e relembrando temas prioritários abordados durante a formação neste 1 ano de caminhada. Os irmãos Evandro e Daniel Silveira, de Rio Pardo, relataram suas experiências de produção orgânica de melancias, experiência que serviu de inspiração e encorajamento ao grupo. Ezequiel, um dos formandos, diz que ficou assustado quando descobriu que o Brasil é o maior consumidor de venenos do mundo, fato que não o desestimula: “Pretendo permanecer na roça e apostar na produção ecológica de verduras, que eu gosto muito, já planto isso na horta da mãe mas quero ampliar”, afirma empolgado. Além disso, ele relata que “Pra mim foi bom, conheci novos amigos e aprendi técnicas para utilizar na agricultura, por exemplo controle biológico de formigas cortadeiras com fermento e farinha de mandioca, conheci também as sementes crioulas.”

Após o almoço foi encaminhada a celebração da formatura e um momento de avaliação das etapas da Escola. Na cerimônia houve a bênção proferida pelo Pe. Pedro Bernardo Rochenback aos jovens e aos Anéis de Tucun, que cada formando recebeu como forma de compromisso com a “Casa Comum e com os Moradores da Casa” – um compromisso social e ambiental que cada jovem acaba abraçando naturalmente ao participar do Projeto. Na sequência houve a entrega dos certificados da UERGs e da Escola de Jovens Rurais-EJR. Uma nova turma deve iniciar em agosto deste ano.

Capacitação de lideranças jovens, alternativas de resistência e permanência na roça

Capacitação de lideranças jovens, alternativas de resistência e permanência na roça

Mais sobre a EJR

A EJR é um projeto que tem parceria da Cáritas Diocesana de Santa Cruz do Sul (ASDISC)/Cáritas RS, CPT-RS, e, no último ano, contou com o apoio da UERGS (Universidade Estadual do Rio Grande do Sul). Já formou mais de 47 jovens em 23 turmas desde 1992. São aceitos jovens da roça, com idade mínima de 14 anos (se tiver já uma certa maturidade), podendo aceitar jovens de até 30 anos.  O público principal é principalmente formado por filhos e filhas de agricultores e agricultoras da região da Diocese de Santa Cruz do Sul/RS, mas também podem participar jovens de outras regiões do estado, dependendo da ocasião. O importante é que eles estejam realmente dispostos e interessados em participar desta linda experiência que é a Escola.

Algumas temáticas trabalhadas durante o ano de formação, na teoria e prática, estão relacionadas a técnicas de cultivo ecológico como elaboração de biofertilizantes, adubos naturais e caldas, sal mineral caseiro, produção diversificada de alimentos a partir de sementes crioulas (originadas de locais como quilombos de Rio Pardo/RS entre outros bancos de sementes do estado), oportunizando a estes jovens a criarem outras alternativas à cultura do fumo, predominante na região de Santa Cruz do Sul. Também são abordadas alternativas de renda e economia na propriedade dos agricultores, com dinâmicas de trabalho em grupo e noções de associativismo, cooperativismo e, até mesmo, elaboração de projetos. Isso tudo sempre em respeitando os ciclos da Mãe Natureza, com a mística e espiritualidade fortemente ativas durante todo o processo, formando lideranças conscientes e conectadas com as necessidades da nossa Casa Comum.

Veja as fotos das edições anteriores:

Caminhada dos jovens pelas Sementes Crioulas

Caminhada dos jovens pelas Sementes Crioulas

Sementes Crioulas Patrimônio dos Povos – Prioridade da EJR --- Jovens apoiam a causa indígena e quilombola. Bicicletada

Jovens apoiam a causa indígena e quilombola. Bicicletada

Participação em encontros Diocesanos de Sementes Crioulas

Participação em encontros Diocesanos de Sementes Crioulas

Oficinas práticas – sal mineral caseiro

Oficinas práticas – sal mineral caseiro

Maurício, Tainá, Marco, Oldi e o agricultor ecologista Chico --- “Não é preciso ser filho de doutor. Jovem da roça também tem Valor”

Maurício, Tainá, Marco, Oldi e o agricultor ecologista Chico — “Não é preciso ser filho de doutor. Jovem da roça também tem Valor”

Para saber mais:

Endereço da EJR para correspondência: Av.dos Amaraes, 1815 – Bairro Boa Vista – Caixa postal 48 – CEP – 96640-000 – Rio Pardo – RS.

Telefone – 051-91466134 falar com Oldi Helena Jantsch ou Email: penaterra@ibest.com.br, com Mauricio Queiroz

Produção do texto: Coordenação da Escola de Jovens Rurais

Revisão e produção de conteúdo: Aline Gallo, assessoria de comunicação Cáritas RS

Créditos da imagem de capa: Sirlei Nunes

Cáritas Notícias

Cadastre-se e receba por e-mail nossos informativos.

campanha-da-fraternidade-2019

campanha-da-fraternidade-2019

Contato

Cáritas Rio Grande do Sul
Rua Coronel André Belo, 452/3º andar
Cep: 90110-020 - Menino Deus


Porto Alegre/RS
(51) 3272.1700

caritasrs@caritasrs.org.br